jusbrasil.com.br
1 de Abril de 2020

Coronavírus e o direito de relaxar, mesmo em meio à pandemia

Convivendo serenamente com a pandemia. Uma reflexão pontual.

Fátima Burégio , Advogado
Publicado por Fátima Burégio
há 7 dias

Ninguém nasceu para o isolamento.

Solidão não estava no script da vida do homem. Desde a criação, o solitário Adão, fora presenteado com uma linda Eva, percebendo o Criador, que não era bom que o homem ficasse só.

Sandra de Sá, canta divinamente:

Ah, solidão é nada! Você vem na hora errada, em que eu não te quero aqui. Que solidão, que nada! Eu preciso é ser amada! Eu preciso é ser feliz!

Agora, por conta da pandemia do Covid-19, que decretou, justa e unilateralmente, o isolamento social, o homem segue triste, melancólico, e, ainda hoje; curiosa, fui confirmar minhas percepções com um dono de farmácias e drogarias; ao que pude escutar:

- O povo está pirando, dona Fátima! Ninguém fica feliz em isolamento social, não! A venda de medicamentos para manter a calma e serenidade tem aumentado de forma vertiginosa, madame!

Isolado, porém invadido!

Caçando mais informações, percebi que deve, de fato, fazer sentido o incremento de vendas de produtos e medicamentos que tentem atenuar e diminuir a dor dos mais afetados pelo justo isolamento imposto, e descobri várias ações solidárias que estão sendo implantadas aqui em Pernambuco, no intuito de dar uma forcinha, uma ajuda ao semelhante que se encontra isolado, mas invadido, por emoções que não estavam programadas em início de ano.

Happy Birthday

Ora, se programa para viajar, mudar de ramo, trocar de noiva, de crush, de emprego, dar uma repaginada no visual, trocar de partido político, mas...

Quem iria imaginar que, no caso de uma pessoa próxima, que, criativamente intitulei de “sortuda às avessas”, curtirá um aniversário solitário e no pique do incremento da pandemia do Coronavírus aqui no Brasil, hein?

Sim, pesquisadores e estudiosos dizem que nas primeiras semanas de Abril de 2020 é que a coisa vai acelerar no Brasil, e o nível de infectados tende a aumentar.

E o quê fazer? Miolos explodem!!!

Bem, por mais que a gente diga que é necessário relaxar; muitos não sabem como fazer isto trancafiado dentro de casa. Então, posso, com conhecimento de causa, conceder algumas dicas para não deixar os miolos explodirem. Anota e põe em prática, por favor:

Dica nº 1

Você não é o culpado pela crise e nem pela pandemia. Então, tente ser solidário, resiliente e buscar formas alternativas e eficazes de relaxar a cuca.

Dica nº 2

Não antecipe problemas que ainda não existem! A ansiedade é o estrangulamento da alma, sabia? É difícil, mas mantenha a calma!

Dica nº 3

Você não está ‘sozinho’ neste barco, viu? Por mais sem graça que pareça ser a frase que acabei de escrever, tenha em mente que esta fase vai cessar e que ser otimista nesta circunstância, já alivia um monte de sintomas chatos, ok?

Treine a sua cuca!

Dica nº 4

E aquele curso online que você nunca fez e tinha uma vontade medonha de fazer? Arregasse as mangas e mande brasa! Este é o momento, camarada! Veja com a sua Seccional da OAB os cursos disponíveis e também navegue no site do Senado Federal. Existem vários cursos disponíveis e gratuitos.

Dica nº 5

Não amplifique problemas!

E as redes sociais, hein? Esqueceu que elas podem aliviar a saudade daquele tio que você visitava todos os dias? Use-as, sem moderação!

Dica nº 6

E o velho telefone? Escutar e falar são fundamentais na atual conjuntura de atípico isolamento social.

Extravase!

Busque amparo em um ombro amigo e diga o que está sentindo.

Isto funciona muito!

Seja leal aos seus sentimentos e a si mesmo!

Dica nº 7

Produza conteúdos, escreva e crie vídeos. Taí, por mais que você não tenha pensado na possibilidade, saiba que escrever, publicar artigos e criar vídeos são ótimas fontes de relaxamento.

Sim, vou especular: - Vai que está bem guardado, a sete chaves, um talento que você jamais imaginou deter, hein?

Grandes talentos foram descobertos e obras fenomenais foram criadas no fervor da solidão, sabia?

Então, nada de se vitimizar!

Cace aquele talento adormecido e faça a coisa acontecer!

Dica nº 8

Pratique alongamentos em casa mesmo!

Mexa-se!

Medite!

Reflita!

Foque em coisas boas!

É bem complicado, mas tente buscar notícias que te deixem pra cima e te façam relaxar.

Relembre os melhores momentos de sua vida, por exemplo: Dia do nascimento do primeiro filho; o dia do casamento com o seu príncipe encantado; o dia do seu aniversário!

Funciona muito!

Na moral: - Agora, é muito sério!

Se, ainda assim, continuar a sentir-se mal, é hora de buscar ajuda médica e psicológica, ok?

Para tanto, pelo menos aqui em PE, algumas entidades já estão ‘unidas’ na luta contra os males mentais que têm assolado o homem neste momento de extrema solidão e isolamento social.

Escutatória de Rua e CVV

Aqui em Pernambuco, existe o Projeto Escutatória de Rua, algo como, escutar a voz das ruas, o clamor do cidadão, buscar entender os seus medos e anseios.

Na reportagem que li, dizem que o projeto conta atualmente com 60 voluntários e, para participar, basta ter empatia.

O Escutatória nasceu dessa ideia de escutar na rua.
Damos esse apoio emocional através da escuta. Quando o escutador percebe que a pessoa está precisando de apoio profissional, eles entregam um folheto onde a pessoa pode encontrar a rede de apoio psicológico pública", completa.
Assim como o projeto Escutatória, o Centro de Valorização da Vida (CVV) também faz esta escuta por telefone. De acordo com o coordenador de divulgação do CVV, Roberto Maia, o serviço continua funcionando e disponível 24h, por meio do número de telefone 188.

Só não vale é se atormentar e tornar a sua vida menos interessante!

Celebre a vida!

21 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

A ociosidade é a mãe de todos os vícios, já diziam os antigos. Isolar-se não é sinônimo de entediar-se. Sugiro que sigamos as dicas da colega neste artigo e utilizemos esse tempo produzindo algo. Sem contar que ainda podemos e devemos trabalhar em home office. Adiante seu serviço, adiante aquela inicial que está te tirando o sono e os prazos dos processos em curso vinham sabotando, atenda clientes por vídeo chamada, desocupe o guarda roupas e faça aquela faxina que está com uns dez anos de atraso. E, na moral? Quem é que está com tanto tempo sobrando assim? Ficar em casa o tempo todo significa casa suja o tempo todo. Justamente quando a ordem do dia é limpeza em dia. Preparar e realizar todas as refeições em casa, todos os dias, de segunda a segunda, pra família toda, reunida, como se estivéssemos num universo de infinitos domingos consecutivos, não está moleza. Uma coisa eu garanto: quem está à toa por conta de isolamento precisa mesmo de auxílio profissional, pois o isolamento social abre caminho para uma série sem fim de atividades (umas agradáveis, outras nem tanto), mesmo que sejam fora da rotina normal. E até que esta se restabeleça, só ficará parado quem se entregar ao desânimo... continuar lendo

Own, amiga! Bem que a gente poderia ter feito este texto juntas!!!
Já imaginou o que eu escrevi, aliado a estas dicas e alfinetadas pontuais tuas?
Era, como papai dizia: Sopa no mel!

Um abraço, Christina! continuar lendo

Pois é dra Fátima. Eu pus a auxiliar doméstica aqui de férias ao mesmo tempo em que o serviço doméstico quintuplicou. Haja fôlego. Eu achei que ia botar em dia meu curso de inglês on line. Oxe. Sonha Alice. kkkkkk continuar lendo

Eu, como já ficava em casa, nem estou estranhando muito. Só sinto falta das corridinhas de 40min que eu fazia todo dia na rua. Como a colega disse, quem não achar o que fazer em casa, realmente, deve procurar ajuda. Porque desde a hora que eu levanto, até o final do dia, tenho o que fazer. Limpeza diária da casa, alimentar e cuidar da minha gatinha, preparar refeições para eu e meu marido; ler (estou lendo a trilogia 'O tempo e o Vento' - Èrico Veríssimo, que nunca consegui terminar antes), ler artigos no Jus Brasil, como este e tantos outros, inglês online, cursos gratuitos online, fazer ginástica localizada e alongamentos - tem muitas dicas na internet....e por aí vai. continuar lendo

Nobres colegas, não obstante ao teor do texto orientativo, diga-se de passagem, necessário ao atual momento. Parabéns a autora. Pois, bem. Ao longo do texto, li diversas vezes isolamento justo. Discordo, este isolamento foi precipitado, desmedido, destemperado e despido de um estudo do seu impacto em nossa sociedade, tenho que concordar com o Presidente Bolsonaro, o isolamento foi fruto de uma histeria.

Explico. O isolamento social além de impactar de forma negativa a ordem econômica, conforme estamos vivenciando no Brasil, causa ainda vários problemas que podem ser prejudiciais a saúde física e mental do ser humano, tais como, alterações de humor, depressão, baixa estima, comportamento antissociais, agressividade, medo, desenvolvimento de patologias, dentre outros problemas.

Em idosos o isolamento social oferece o dobro de riscos de obesidade em pessoas com mais de 60 anos, seu bem estar físico, dentre outros problemas já elencados, sem mencionar o aumento das chances do idoso morrer prematuramente. Isolamento social não é sinônimo de saúde e bem estar, principalmente, quando deixa de trabalhar e o mais grave, aumenta o risco do desenvolvimento de vários problemas de saúde, destaca-se entre eles, a depressão. Não estou falando asnice, estudos realizados pela Universidade de Concórdia - Canadá e da Universidade de Chicago -USA, comprovam estes fatos. Portanto, dada a sua complexidade e consequências, este isolamento nunca será justo.

Por fim, por reiteradas vezes, venho asseverando, este vírus pop star do momento é do conhecimento da comunidade científica desde o ano de 1930, o morcego é seu hospedeiro primário, o primeiro isolamento deste vírus em humanos, ocorreu em 1937, recebeu o nome de coronavírus em 1965 em virtude do seu formato. Em décadas pretéritas, as crianças pequenas eram mais propensas a se infectarem com o vírus, hoje é o grupo de risco.

Portanto, este vírus não é novo, sendo nonagenário e lamentavelmente as pessoas acabam se infectando com ele ao longo de sua vida. Seu alvo principal é causar infecção das vias respiratórias, igualmente ao HN1, gripe suína dentre outras. Com certeza algum país tem a vacina contra este vírus armazenada, mas prevalece os interesses escusos em detrimento da população. Só me resta lamentar e dizer, este isolamento só irá afundar o Brasil economicamente. Esta fase vai passar, muitos irão ver que nós fomos feitos de tolos. Agora, o pessoal do grupo de risco deve tomar cuidados com este vírus e os demais outros que estão circulando em nosso meio social. continuar lendo

💡👏 parabéns ótimo artigo continuar lendo

Obrigada, querida Dra Ingrid!
Tem que relaxar!
Tem que seguir a jornada!
Tem que haver esperança, senão a vida fica sem sentido!

Um abraço! continuar lendo

Parabéns Dra.!!

Texto em hora boa.

Seguindo seus conselhos agora.

Forte abraço. :) continuar lendo

A regra é manter a mente em Marte! Rsrsrs continuar lendo